Protetores solares no ambiente marinho: seriam eles sempre positivos?

Atualizado: 11 de jan. de 2021

Autores: Mariana P. Haueisen, Raphaela A. Duarte Silveira, Marcus Farah, Thais R. Semprebom e Douglas F. Peiró

Protetor solar jogado na areia. Ao fundo temos uma imagem desfocada do mar e algumas rochas.

Protetores solares podem causar impactos no ecossistema marinho. Fonte: dimitrisvetsikas1969/Pixabay (Domínio Público).



Muitas vezes ouvimos falar que os protetores solares são importantes para a nossa saúde. No entanto, poucos sabem sobre os impactos que eles podem causar no ecossistema marinho. Sendo assim, o que fazer?



TIPOS DE PROTETORES


Para iniciar o entendimento sobre este tema, deve-se entender sobre as categorias do material em estudo. Existem dois tipos de protetores solares: os físicos e os químicos. Filtros físicos, por formarem uma camada opaca sobre a pele, refletem a luz por mecanismo óptico. Filtros químicos absorvem a radiação ultravioleta, que é altamente energética, transformando-a em radiações com energias menores e de menor impacto ao organismo humano.



A INCIDÊNCIA DA RADIAÇÃO SOLAR AUMENTOU!


O uso de protetores solares ou filtros solares é necessário, visto que a radiação ultravioleta contribui para o desenvolvimento de câncer de pele, queimaduras, insolação, manchas e envelhecimento precoce da pele. Além disso, seu uso deve ser frequente, pois houve um aumento da incidência da radiação solar ultravioleta nos últimos anos, in