Cavalos-marinhos: mamíferos ou peixes?

Atualizado: 11 de jan. de 2021

Autores: Raphaela A. Duarte Silveira, Thais R. Semprebom e Julia R. Salmazo


Imagem de um cavalo marinho no aquário.

Cavalo-marinho (Hippocampus sp.). Fonte: Christian Bisbo Johnsen/unsplash (Domínio Público).



Os cavalos-marinhos pertencem à classe Actinopterygii, que juntamente com os Sarcopterygii formam o grupo Osteichthyes, ou popularmente conhecidos como peixes ósseos. Os peixes ósseos representam cerca de 96% dos peixes existentes, sendo o grupo de vertebrados mais diverso em número de espécies e indivíduos. As suas características mais marcantes são esqueleto ósseo (por isso o nome peixes ósseos), escamas dérmicas, opérculo (uma placa de ossos) cobrindo a câmara branquial em ambos os lados, nadadeira caudal homocerca, dois pares de nadadeiras medianas, boca terminal e vesícula gasosa (também conhecida como bexiga natatória).


Quem já viu uma tilápia, um exemplo de peixe ósseo, sabe que a sua anatomia é bem diferente de um cavalo-marinho, mas, sim, eles são do mesmo grupo. Venha conferir as principais características desses seres incríveis!



Na parte superior um peixe ósseo e na parte de baixo um cavalo marinho.

Diferença morfológica entre o cavalo-marinho e outro peixe ósseo. Fonte: adaptado de arhnue/Pixabay (Domínio Público) e christels/Pixabay (Domínio Público), respectivamente.